top of page
  • Foto do escritorRoberto Mancuzo

Transformação digital: como a automação de processos pode impulsionar a eficiência operacional

Atualizado: 30 de set. de 2023

A automação de processos é uma das principais estratégias de transformação digital utilizadas pelas empresas atualmente. Essa abordagem visa aumentar a eficiência e a eficácia dos processos de negócios, reduzir custos operacionais, melhorar a qualidade dos produtos e serviços, aumentar a satisfação dos clientes e, consequentemente, aumentar a lucratividade.


Uma das principais vantagens da automação de processos é a orquestração de ponta a ponta. Isso significa que, em vez de tratar cada fluxo de forma isolada, é possível conectar diferentes processos e criar um fluxo de trabalho automatizado que abrange toda a organização. Com isso, é possível garantir que os dados fluam de forma mais eficiente entre as diferentes áreas da empresa, reduzindo o tempo de processamento e melhorando a tomada de decisões.


Para alcançar essa orquestração, é necessário realizar um mapeamento detalhado dos processos existentes. Essa etapa é fundamental para identificar os gargalos, as redundâncias e as oportunidades de otimização. Com base nesse mapeamento, é possível definir as melhores práticas e os padrões, criando uma base sólida para a automação.


A entrega ágil de processos é outra vantagem da automação. Com as ferramentas adequadas, é possível implementar alterações em tempo real, sem interromper as operações, entregando rápida resposta ao negócio. Isso significa que a empresa pode se adaptar rapidamente às mudanças do mercado e às necessidades dos clientes, mantendo-se competitiva e ágil.

É preciso parar de criar projetos que não entregam valor real para a Companhia. Então, eu convido a refletir, qual o "valor" que seu projeto atual está entregando para o seu cliente?

Para automatizar processos, as empresas podem utilizar diferentes ferramentas, como Business Process Automation (BPA) e Robotic Process Automation (RPA). O BPA é uma abordagem mais abrangente, que visa otimizar os processos de negócios de forma integrada, utilizando tecnologias como workflow, BPMN, SOA e outras. Já o RPA é uma abordagem mais específica, que utiliza software para automatizar tarefas rotineiras que estão dentro um processo, reduzindo o tempo de processamento e aumentando a precisão.


Além dessas ferramentas, a automação de processos também pode ser integrada com outras tecnologias e sistemas legados, como CRM, ERP, BI, entre outros. Isso permite que as empresas extraiam insights valiosos dos dados, identificando padrões e oportunidades de melhoria.


A integração entre sistemas e tecnologias é um aspecto crucial para projetos de Transformação Digital. Ao integrar diferentes sistemas e tecnologias, é possível criar um ecossistema integrado que suporta os processos de negócios de ponta a ponta. Por exemplo, é possível integrar um sistema de gestão de documentos com um sistema de gestão de tarefas para automatizar a criação, revisão e aprovação de documentos. Além disso, a integração pode incluir a utilização de APIs (interfaces de programação de aplicativos) para conectar diferentes sistemas e permitir a transferência de dados em tempo real. Isso permite que as empresas tomem decisões mais informadas e baseadas em dados, com um melhor entendimento do desempenho de seus processos e operações. Com a integração adequada, as empresas podem melhorar a visibilidade e o controle de seus processos de negócios, reduzir o tempo e o esforço gastos em atividades manuais e, em última análise, aumentar a eficiência e a competitividade.

Peça para o seu ERP entregar o que ele realmente deve entregar, pare de ficar customizando cada tela para atender o seu negócio, traga a especificidade do seu mercado para a camada de processo e integre os dados ao seu ERP. Pare de sonhar em tranformar o seu ERP em sistema que vai "lançar e controlar foguetes na lua". Ele nunca irá e você só vai ter despesas com isso.

Exemplo de arquitetura entre tecnologias, pessoas e uma plataforma que orquestra e conecta seu processo

Por fim, a automação de processos também pode ser um passo importante para a criação de um Centro de Excelência Operacional (COE). Essa abordagem visa criar um grupo de especialistas em processos de negócios e automação, que atuam como consultores internos para a empresa. O COE pode ser responsável por identificar novas oportunidades de automação, implementar as melhores práticas e garantir a conformidade com os padrões de qualidade.


Em resumo, a automação de processos é uma abordagem fundamental para as empresas que buscam aumentar sua eficiência e competitividade. Com a orquestração de processos de ponta a ponta, a entrega ágil de processos, o uso de ferramentas como BPA e RPA e a integração com outras tecnologias, as empresas podem otimizar seus processos, reduzir custos e melhorar a qualidade de seus processos.


A Join4 é especialista nesse assunto e acompanha as Empresas na jornada de Transformação Digital, criando jornadas de curto, médio e longo prazo para os seus clientes, adotando práticas para alcançar a automação de processos de forma estruturada e REAL.


Artigo escrito por Roberto Mancuzo, Diretor de estratégia e novos negócios da Join4, empresa de tecnologia focada em simplificar e automatizar processos na área de saúde, envolvendo sistemas de gestão de processos, estruturas robóticas, inteligência artificial e outros recursos em projetos customizados.


bottom of page